DIGNOW

dd25481f-20bb-4f62-8de5-5ff4a655050c

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

ALGUÉM SE HABILITA?


Quem ousaria abrir sua vida como um livro?
Quem permitiria expor delitos e delicias,
Como roupa suja esquecida pelo chão?

Não, isso não pode fazer sentido.
A beleza consiste na falta de revelação.
A descrição é feita com perícia.

Para solidão é necessário dedicação.

Dedicado marinheiro sou nessa nau de desídias.

2 comentários:

shintoni disse...

K:
O seu ótimo texto foi postado hoje no Duelos, no Tema do Mês, ok?
Este seu poema está muito bom também!
Valeu mesmo!
Abração, tudo de bom e Ótimo 2010!

saggezza disse...

nao tenho ulgum adjetivo que possa descrever como eu gostei deste poema.

Belo nao é suficiente!

abraco.

MODALIDADES

KBÇÓIDES POÉTICOS