DIGNOW

dd25481f-20bb-4f62-8de5-5ff4a655050c

segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

FRAGMENTOS DE VIAGEM À CIDADE DE "Z" ( continuação III )

   


    Não resisti, minha curiosidade foi maior.
    A adrenalina em conhecer universos discrepantes do meu fez-me  fazer contatos com os “manos” indígenas .Para minha surpresa, foram muito receptivos.
    Após meia hora de conversa, dois baseados, diferenças linguísticas e piadas de gaúcho, me levaram para sua aldeia para experimentar um chá feito com a erva da Jurema.
    Jurema é uma árvore sagrada para os indígenas e dela eles extraem a casca para fazer um chá que é utilizado em seus rituais. O chá é feito sob as instruções do Pajé, líder espiritual indígena. Da erva da Jurema levaram-me para Serra do Roncador.

    Serra do roncador é um lugar envolto em mistérios metafísicos e extraterrenos. O mais famoso deles é o desaparecimento de Percy Fawccet, um explorador do museu britânico que teve a permissão negada duas veze para fazer pesquisas no interior do mato grosso. Uma dessas permissões fora negada pelo próprio marechal Cândido Rondon, responsável pelos assuntos de fronteira e relações internacionais dessa região.

                                                                                                      ( CONTINUA)

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

NATAL EM ITAPORÃ

   O natal em Itaporã procedeu-se no seguinte tempo:

00h00min - comemora-se o natal, mas, o foco era a ceia com direito a comentários do tipo – “é besteira esperar a meia noite para comer, eu já vou comendo...”, entre outras pérolas populares da noite do natal.

00h25min – observa-se alguns carros pela rodovia com sentido à Dourados, outros começam a circular para destinar-se a outra casa mais interessante e aos poucos o movimento aumenta de zero carro por minuto para quatro a cada 15 minutos.

00h40min – é o tempo estimado que um morador de Itaporã que não quer ficar no silêncio sepulcral da sua casa, esta habitada por idosos sonolentos que detestam bagunça ,leva para comer como um porco a sua ceia.

00h45min – o trânsito sentido a dourados torna-se intenso, 10 carros a cada dois minutos.

02h40min – o trânsito inverso, porém, mais lento começa anunciar o retorno dos alcoolizados, tristes, felizes e tresloucados moradores de Itaporã que retornam para suas casas após uma catártica noite natalina com direito a observar os melhores flashes da globo.

03h15min – morre o trânsito em Itaporã. Ruas vazias ao som dos roncos que emanam das casas de uma cidade sem prédios, arranha céus ou “noiados” nas ruas, enfim, um paraíso.

03h55min – “Seu Gervásio”, sempre vigilante, com seus olhos treinados para o menor perigo, senta-se novamente próximo a sua bicicleta e aguarda a hora de ir para casa, pois, tudo continua tranquilíssimo em Itaporã.

04h30min – Poetas loucos inspirados em Baudelaire conversam com psicólogos sobre a lenda de Sísifo e prometeu e atribuem aos gregos toda a epidêmica fome por comida, luxo, fama e riqueza.


05h20min – A padaria “Brasileiríssimo” abre com pães queijos e outras delícias bem vistas na hora de satisfazer uma fome voraz que alguns jovens dão o nome de larica. Valeu a pena observar o natal de “Itacity”.

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

REZAR PARA PEDIR OU AGRADECER ?


    Vi uma menina rezando lindamente para virgem Maria e outra senhora prostrada aos pés do menino Jesus que está desenhado no vitral da capela ao lado da catedral de Dourados.
   Confesso que comecei a olhar em redor e questionar-me o que aquelas pessoas estavam fazendo ali.
   Havia várias pessoas rezando fervorosa e obstinadamente.
   O sí bemol inconfundível da catedral irrompe o silêncio, desperta-nos do êxtase que estávamos sentindo naquele ambiente litúrgico.
   A pergunta volta em minha mente:

   - Aquelas pessoas estavam agradecendo ou pedindo?

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

PENSATAS





“Pare de se esconder nos problemas que você cultiva para justificar seu medo de viver.”

“Se você não sente necessidade de andar de mãos dadas com seu par, beijar na rua e fazer sexo de várias maneiras com ele, você não ama essa pessoa.”

“Amar é doar-se. Doar-se significa carinho e presença.”

“Amar é permitir-se a fazer coisas que nunca fez. Amar é coragem.”

“O tempo e as pessoas passam rápido”.
“Vais perder mais quanto tempo? Quantas pessoas?”

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

ICANN ESPIONA VOCÊ




    Tenho certeza que todo e qualquer SMS, e-mail ou comentário na internet ou outra forma de comunicação eletrônica está armazenado em algum servidor da ICANN .
    Tirando os 98% dos adormecidos que nada lhes causa interesse se não tiver o aval da rede globo,ninguém saberá o que estamos falando,quiçá irá querer saber disso.
    Nosso meio não consome arte, tão pouco conceito ou ideologia. No máximo alguma consciência capitalista para uma  ascensão econômica.
    Nesse momento vejo um caminhão carregando umas oito pessoas com uniformes feitos de restos de outros uniformes. Universo das submassas, subgentes e subculturas que é o nosso mundo.
    Confesso que estava observando a vida que passa pelas subestradas da vida,talvez diria a dupla “Milionário e José Rico” se estivessem experimentando a erva do meu chimarrão com a delícia do vento gélido que percorre os horizontes do Canhadão.
    Dizem que o vento pode espalhar ou ajudar a criar raízes.Será?

 


quinta-feira, 21 de novembro de 2013

LEMBRANÇA DE UM 15 DE NOVEMBRO



     Por um momento coloquei a data do ano passado, corrigi rapidamente e pensei:

     - O que estaria fazendo eu na mesma data no ano passado?

     Prontamente veio a resposta:

     - Ferrado, triste, enfim, coisas que não se deve pensar.

     Não devemos homenagear o passado de momentos de tristeza e sofrimento. Isto só trás angustia, rancor e envelhece a pele.

     Eu não faço homenagem ao passado que me entristece. A vida é muito rala para perdermos tempo sofrendo com problemas e lembranças de outrora do qual nada poderemos fazer para mudar. Não se muda o passado.

    Claro que para deixar de homenagear o passado, ações se farão necessárias.

    Pode ser que voe deva sair de casa, cidade, emprego, curso ou relacionamento. Tudo tem um preço.

    Quanto vale sua felicidade?


segunda-feira, 11 de novembro de 2013

FRAGMENTOS DE VIAGEM À CIDADE DE "Z" ( continuação II )



     Minha curiosidade, senso de adrenalina, mais a sensação que estava em um processo sagrado fez-me vencer qualquer receio que houvesse em mim para não falar com meus conterrâneos de pele vermelha.
    Comecei perguntando-lhes se conheciam a Serra do Roncador e suas lendas. Afirmaram que sim e que se eu quisesse, poderiam ser meu guia pelas matas do Roncador por um preço módico, é claro.
    Expliquei-lhes que não sou os playboys ou ricaços que circulavam por aqui atrás de alguma coisa que não sabiam o que é. Disse-lhes que procurava uma indicação, mas o caminho quem faria era eu.

 
                                                  ( continua )

quinta-feira, 31 de outubro de 2013

LEMBRANÇAS DAQUI




  Existem pessoas que acreditamos que conhecemos de algum lugar.Mas você tem certeza que nunca a encontrou,como explicar? Outra encarnação,dimensão,almas gêmeas ou loucura? Nada disso.
  A resposta está no fato dessa pessoa que você julga ter conhecido antes parecer-se com outra pessoa que você conhece, mas nosso cérebro interpreta de forma diferente.
  Não estou afirmando que há e muito menos que não exista vidas passadas ou dimensões adversas a nossa, mas, para explicar a sensação de conhecer um estranho sem nunca telo visto se processa na forma como descrevi acima.
  Se você não for um alienado que vaga pela terra como um zumbi pensando em festa , futebol, novela e a música podre do "arrocha" com certeza irá perceber.
  As pessoas perderam o poder de observar a natureza,os outros e principalmente a si mesmo.
  Nós estamos no mundo de passagem com uma remota chance de voltar. Que lembrança você vai levar dessa vida?

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

LIBERDADE PARA CAIR FORA




      A vontade de ficar e imensa. Lembranças, recordações, vacilos e delícias que pode compor uma vida a dois.sempre que a separação se faz necessário, o doce das recordações sufocam os desavisados.


      Todo casal que se considerou casal um dia voltou no mínimo três vezes.Não há como fugir do clichê:

      - Não sei se é uma boa idéia. Ou – Talvez ela tenha mudado. Ou – ela não fará mais.

      Exemplos não faltam para sustentar o medo de sair. Sim meu caro leitor. O medo de sair.

      Se o coração se nega a bater por aquela pessoa,se as lembranças ruins assolam qualquer tentativa de recomeço, saia. Sim caia fora. Se sua dignidade foi posta a prova, caia fora. Se a pessoa que você ama não te respeita,caia fora.

      Claro que quase ninguém faz isso. Não há problema. Não existe falso amor que agüente alguns dias de rotina.

      Depois disso a liberdade

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

CAMPO GRANDE NA VÉSPERA DE UM GOLPE











     Não é novidade que a mídia golpista do Brasil sonharia em viver nos "áureos" tempos do coronelato. Em Campo Grande não é diferente.
     Contrariando o desejo da elite tradicional da cidade morena, Alcides Bernal vence Edson Giroto ,candidato incensado pelo velho poder deste município.
     Após a legitimação do pleito iniciou-se uma guerra midiática e silenciosa com o intuito de congelar por um ano qualquer ação que o executivo municipal pudesse executar. E tiveram até aqui grande êxito.
    A oposição campo-grandense vem mostrando aos cidadãos que não sabem o que fazer quando não estão no poder. Denuncia como são ignorantes os eleitores dos dezessete vereadores da oposição, que eleitores da oposição além de despolitizados vendem muito mal seus votos.
  
 

sexta-feira, 20 de setembro de 2013

O eleitor de PAULO SIUFI é bossal


Fico estarrecido como pode um homem ser tão bossal como Paulo Siufi.
Sua atuação na câmara é pífia e sarcástica.
Paulo siufi mostra claramente que está a serviço dos asseclas da "gestão Nelsinho" que não poderão mais financiar de forma obscura as campanhas do PMDB.

domingo, 8 de setembro de 2013

Quem é o ignorante e despolitizado que vota em Paulo Siufi ?




Que Paulo Siufi é direitista, populista e despreparado para exercer um mandato de vereador; não há dúvida.

O que não dá para entender, é: Como alguém pode votar em um político da estirpe de Paulo Siufi?

Um político ser populista e possuir programa popularesco na televisão é eleição certa,mas, Siuf vai além. Não faz absolutamente nada de relevante na câmara, não contribui para melhoria de nossa cidade e ainda defende interesses de quem se locupletava com o erário municipal (CPI do calote).

Entretanto a ação política na câmara mais escrota de Paulo Siufi foi a proposta de aumentar os salários dos funcionários da prefeitura com recurso suplementar ao qual o município tem direito. É atitude de quem desconhece o bom proceder político,notório revanchismo que parte da alta cúpula do PMDB do Mato Grosso do Sul para desestabilizar o atual prefeito.
Longe de ser defensor do atual prefeito,mas,uma pergunta fica no ar:

Quem são os eleitores ignorantes e despolitizados que votam em Paulo Siufi e seus correligionários?


terça-feira, 27 de agosto de 2013

FRAGMENTOS DE VIAGEM À CIDADE DE "Z"

    Ao transitar pelas ruas de Barra do Garças, deparo-me com indígenas conversando em guarâni. Aquela língua tão antiga, distante,  ali na minha frente. Não podia compartilhar daquela língua tão bela e tão antiga. Uma pena!
    Enquanto refletia sobre o muro semântico-linguístico que nos separava, desconfiava dos índios, eram dois. Poderiam e aparentavam serem malandros e poliglotas, mais malandros que políglotas.



(continua)

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

QUEM SOFRE O PECADO ?



         O conceito de pecado é interessante. Eu como descendo dos silvícolas, compreendo a dificuldade de meus antepassados em compreenderem esta latina palavra.
        Não é a palavra em si, mas sua amplitude semântica, melhor traduzindo, o conjunto de elementos que compõem esse sentido.
        Hoje, ano de 2013, posso dizer que algo errado e pecado deveriam ser sinônimos. Não é! É muito mais.
        É possível afirmar que pecado é uma ação. Se há uma ação deve haver quem a cometa e quem  sofre seus efeitos.

        Como se chama quem sofre a ação do pecado?


terça-feira, 6 de agosto de 2013

O QUE HÁ DE PERVERSO NA CRIMINALIZAÇÃO DA MACONHA para Eduardo Miranda Martins (DUDU)




Uma pessoa simples semi-analfabeta, subempregada em uma subfamília com filhos subnutridos, mas com uma arma secreta que lhe faz ver graça até mesmo em sua subvida miserável.


Um subterfúgio simples que realiza em casa onde não desagrada a esposa. Essa,

sub filha de outra sub família de um sub-bairro o qual dão-lhe a alcunha de vila ou favela.que não é nada mais que um sub mundo.Algo surreal para o senso comum das classes A,B,C e D.

São sub indivíduos segundo os parâmetros sociais brasileiros e internacionais.

A pobreza e suas chagas estão sendo eliminadas das ruas e colocadas de baixo de um tapete chamado presídio.

Um individuo, que, segundo estatísticas oficiais; não entende o porquê de tirar-lhe do seu inóspito sub mundo (sua paupérrima comunidade) e ser jogado no inferno (presídio) sem ao menos saber que rende boas risadas para a elite burguesa e preconceituosa e os milhões de internautas do youtube que talvez sejam sub sensíveis.



PARA VER O QUE SE FAZ COM ESSES SUB INDIVÍDUOS ACESSE:


https://www.youtube.com/watch?v=hvuk1yz3eXw



quarta-feira, 24 de julho de 2013

CAMPO GRANDE É UMA CIDADE DE MARIONETES








Se você ler os jornais,ouvir o rádio ou ver a televisão,sentirá que a capital de Mato Grosso do Sul mergulha em um mar de trevas administrativas. Mentira!
O dito popular "não demais aos céus ou ao inferno" aplica-se em Campo Grande.
Para quem não sabe,isto é, a maioria dos habitantes desta capital, estão alheios ao que acontece na cidade.
O alienado morador de Campo Grande, ignora que o poder constituído nas gestões municipais anteriores esta alinhado com a mídia local.
Alcides Bernal está longe de ser o prefeito ideal para Campo Grande,mas foi capaz de sensibilizar uma significativa parcela da população perceber que a gestão passada estava danosa para a cidade e o erário público.
Quem sabe o povo Sulmatogrossense acorde e troque a turma do estado que a anos sangram  nosso estado com pouco retorno para os seus cidadãos.
Que nosso estado erga suas asas como um imponente tuiuiú e voe rumo a liberdade de pensamento político.

sexta-feira, 28 de junho de 2013

A NUVEM IMAGINÁRIA





Antes Procurava uma mulher sem nome


Não necessitava  rosto ou identidade


Inda que procurasse seu sofrimento


Com antigas dores de amor.


Eu não encontrava


Lutava para lhe sentir


Muito procurei um amor com rosto


Até descobrir seu nome.




MODALIDADES

KBÇÓIDES POÉTICOS