DIGNOW

dd25481f-20bb-4f62-8de5-5ff4a655050c

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

SERRA DO RONCADOR


*

*

*

Abri os olhos,
Sombras dançavam
Com cores e formas desumanas,
Havia vida e espírito nelas.
Mas de quem seria aquelas sombras?
Impossível de dizer
Se não olharmos pela janela da percepção.
Um planalto de tédio carcomido
Pelo paredão de minha alegria.
Alegre Chapada.
A serra ronca,
Onde o coronel nunca mais voltou.


*

*

*

Nenhum comentário:

MODALIDADES

KBÇÓIDES POÉTICOS