DIGNOW

dd25481f-20bb-4f62-8de5-5ff4a655050c

quarta-feira, 25 de março de 2009

Diretor de assuntos humanos?


O senado é o orgão do governo que mais se renova no Brasil.Na TV, rádios e jornais acompanhamos notícias que reforçam esse sentimento.

No senado a sucessão da presidência da casa se sucedeu desde 1995 com esses cabras: José Sarney, depois Antonio Carlos Magalhães, depois Jader Barbalho, Edison Lobão, Ramez Tebet, José Sarney (de novo), Renan Calheiros (lembra?), Tião Viana, Garibaldi Alves Filho e... José Sarney.

Tem diretor para tudo, na média 2,2 para cada parlamentar. Diretor de xérox, diretor de acompanhamento ao aeroporto, diretor de serviços gerais. Tem também quatro diretores para o Setor de Taquigrafia. Neste setor, o Senado conta com 100 taquígrafos concursados.

Depois das eleições de Sarney e Temer para as presidências da Câmara e do Senado, do castelo de R$ 25 milhões do Edmar Moreira, depois da casa de R$ 5 milhões do diretor-geral do Senado Agaciel Maia, depois da eleição de Collor para a poderosa Comissão de Infraestrutura do Senado, depois da revelação dos gastos de R$ 6 milhões com horas extras em janeiro para os funcionários do Senado, depois do “deslize” do senador Tião Viana – que emprestou o celular do Senado para a filha em viagem pelo México;tudo virará pizza.

Um diretor (ou “assessor superior”) ganharia entre seis e 12 mil reais, mas há quem ganhe mais de R$ 20 mil. Durante o mês de janeiro, todo mundo ganhou mais de R$ 2 mil de horas extras.

Casualmente no mês em que o Senado estava em recesso.

É bom ser senador né?

Um comentário:

shintoni disse...

K:
Valeu ter enviado a poesia!
E valeu tê-la escrito!
Demais!
Abração!

MODALIDADES

KBÇÓIDES POÉTICOS